ONU Mulheres nomeia a atriz Anne Hathaway como Embaixadora da Boa Vontade

Compartilhar:
image_pdfPDF

(ONU Mulheres, 15/06/2016) Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres, anuncia hoje (15/6) a nomeação da atriz Anne Hathaway como embaixadora da Boa Vontade. Há tempos engajada com a defesa dos direitos das mulheres e meninas, Hathaway poderá dar destaque à desigualdade na divisão de tarefas domésticas como um dos principais obstáculos para a igualdade de gênero, trabalhando em nível internacional para avançar na adoção e na implementação de políticas de mudança. Entre elas: serviços de creche, maternidade, paternidade e corresponsabilidade de cuidados nos sistemas público e privado.

“A nomeação de Anne é oportuna porque este ano a ONU Mulheres está investindo duro na promoção de um espírito mais positivo e em arranjos práticos nos locais de trabalho para apoiar a igualdade para as mulheres”, disse Phumzile Mlambo- Ngcuka, sub-secretária-geral da ONU e diretora-executiva da ONU Mulheres.

Leia mais: Anne Hathaway, em campanha por licença-maternidade e paternidade (El País, 15/06/2016)

“A ‘penalidade da maternidade’ — quando ter filhos prejudica a renda e as oportunidades de trabalho das mães — é uma demonstração particularmente insidiosa da desigualdade de gênero no local de trabalho. Há muito tempo, tem sido difícil ou impossível ver a criação de uma criança como uma responsabilidade igualitária de pais e mães”.

“Os estereótipos que tornam difícil para os pais tirarem tempo do trabalho para cuidar de uma criança são restos desatualizados do modelo de ‘homem provedor’, e não têm lugar na força de trabalho mista de hoje”, disse Mlambo- Ngcuka.

“Licenças bem implementadas são apenas uma das formas de os empregadores demonstrarem que entendem o valor do seu pessoal, tanto de homens como de mulheres”, acrescentou.

Segundo ela, para demonstrar como isso aumentaria as oportunidades para as mulheres, a ONU Mulheres precisava de uma defensora que tivesse “o intelecto e paixão para tratar dessa questão complexa”. “Em alguns minutos de conversa com Anne já percebi que tínhamos encontrado nossa mulher. Estamos verdadeiramente honrados de tê-la a bordo.”

“Serviços de creche e licença do trabalho são duas maneiras de empregadores e governos demonstrarem que entendem o valor de seus cidadãos. Além de impedir a participação igualitária das mulheres no mercado de trabalho, papéis rígidos de gênero mantêm os homens presos em prejudicial inércia cultural”, declarou.

“Consumidos por uma cultura de excesso de trabalho que os penaliza por tirarem folga para cuidar da família, os homens também enfrentam consequências terríveis por nossa incapacidade de valorizar esse cuidado”, afirmou.

“Falhar em envolver os homens na conversa sobre o cuidado das crianças como um componente central da igualdade de gênero só calcifica normas sociais rígidas e negativas sobre gênero em geral”.

Quando se trata de igualdade, Hathaway é uma voz empenhada na mudança. Ela atuou anteriormente como defensora para a Nike Foundation e viajou para Quênia e Etiópia para aumentar a conscientização sobre o casamento infantil. Em 2013, Hathaway fez a narração de ‘Girl Rising’, um documentário da CNN focado no poder da educação feminina, ao acompanhar sete meninas ao redor do mundo que tentavam superar obstáculos e seguir seus sonhos.

“Sinto-me honrada e inspirada por esta oportunidade de ajudar no avanço da igualdade de gênero. Um progresso significativo já foi feito, mas é hora de intensificarmos nossos esforços coletivamente e garantir que a verdadeira igualdade seja finalmente realizada”, disse Hathaway.

Acesse no site de origem: ONU Mulheres nomeia a atriz Anne Hathaway como Embaixadora da Boa Vontade (ONU Mulheres, 15/06/2016)

Compartilhar: