Contra críticas, Temer deve nomear na AGU primeira mulher no alto escalão

Compartilhar:
image_pdfPDF

O presidente Michel Temer deverá confirmar nesta sexta (9) a demissão do advogado-geral da União, Fábio Medina Osório, e poderá nomear para seu lugar uma mulher, que será a primeira a ocupar uma vaga no primeiro escalão do governo.

(Folha de S.Paulo, 09/09/2016 – acesse no site de origem)

A mais cotada para assumir o cargo é Grace Mendonça, secretária-geral de contencioso, órgão da AGU, desde 2003. Ela tem trânsito no STF (Supremo Tribunal Federal) porque é ela quem substitui o advogado-geral nas sustentações orais na Corte quando necessário.

A saída de Osório já era cogitada antes mesmo da confirmação do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff e a efetivação de Temer na Presidência. Sua demissão foi defendida pelo ministro Eliseu Padilha (Casa Civil) após embates entre os dois.

O ministro chegou a ligar para Osório na noite desta quinta (8) para pedir que ele se demitisse. O chefe da AGU respondeu que não deixaria o cargo por conta própria e que, se o governo quisesse retirá-lo do cargo, Temer teria que demiti-lo.

A nomeação de uma mulher para o posto visa minimizar as críticas feitas a Temer desde que ele assumiu o comando interino do país em maio. Na época, ele apresentou seu novo ministério composto apenas por homens. Desde então, ele tentava driblas as críticas dizendo que havia mulheres em cargos importantes como na presidência do BNDES. Durante a sua viagem à China, Temer chegou a minimizar a questão da representatividade de gênero.

Compartilhar: