21/12/2010 – Iriny Lopes vai chefiar Secretaria de Políticas para as Mulheres (G1)

310
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

A presidenta eleita Dilma Rousseff confirmou o nome da deputada Iriny Lopes (PT-ES) para o cargo de ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM).

Nascida no dia 12 de fevereiro de 1956, em Lima Duarte (MG), ainda jovem Iriny Lopes mudou-se para o Espírito Santo, onde construiu sua trajetória como ativista da defesa dos direitos humanos.

Desde 1984, a deputada Iriny Lopes integra o Partido dos Trabalhadores, tendo sido reeleita em 2010 para seu terceiro mandato na Câmara dos Deputados.

É uma das fundadoras do PT e integrante da sua direção nacional, já tendo sido presidente do PT municipal, em Vitória, e do PT estadual por dois mandatos.

Comprometida com os direitos sociais, econômicos e culturais, defende o direito à moradia digna, o Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra em todas as ações pela reforma agrária, os direitos das mulheres, das crianças e adolescentes, dos idosos, dos índios, negros e outras minorias étnicas, dos portadores de necessidades especiais e a luta por um Brasil sem homofobia.

Participou da criação do Fórum Reage/ES, de combate à corrupção e enfrentamento das organizações criminosas que atuam no Espírito Santo. Essa luta a colocou em situação de risco de morte, motivo da proteção da Polícia Federal, desde 1999, amparada até em determinação da Comissão Interamericana de Direitos Humanos.

Eleita deputada federal em 2002, integrou a Comissão de Direitos Humanos da Câmara, a Comissão de Meio Ambiente e o Conselho de Ética da Câmara. Em março de 2005, foi indicada para a presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, tornando-se, assim, a primeira mulher a ocupar a presidência dessa comissão.

Fonte: Deputada Federal Iriny Lopes

Leia também: Combate à feminização da pobreza e violência contra as mulheres serão prioridades, diz futura ministra da SPM (ES Hoje – 23/12/2010)

Compartilhar: