Lei inclui aulas de prevenção da violência contra a mulher na Educação Básica

Compartilhar:
image_pdfPDF

Os professores vão decidir qual a melhor forma de abordar o assunto. A medida, que vale para todo o país, também cria a Semana Escolar de Combate à Violência contra a Mulher, que deve acontecer todo ano, sempre em março.

(G1  | 23/09/2021 | Por Jornal Nacional)

As escolas brasileiras começaram a cumprir uma lei federal e incluíram nos currículos da Educação Básica aulas de prevenção da violência contra a mulher.

A estudante Camile Azevedo tem 17 anos, mas já está atenta aos comportamentos que podem levar à violência contra a mulher.

“Se a gente estiver num grupo de amigos e vir alguma amiga ou algum amigo, que é mais comum, falando algo que a gente vê que vai gerar um comportamento mais agressivo contra uma mulher no futuro, a gente chama a atenção, comenta que aquilo não é legal”, destacou.

 

Até agosto, a Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos recebeu 46 mil denúncias de violência doméstica e familiar contra a mulher. E, para que os jovens ajudem a mudar esse comportamento, essa luta ganhou mais um aliado.

A lei traz para a sala de aula novidades no currículo da Educação Básica: um conteúdo sobre a prevenção e o combate à violência contra a mulher. Os professores vão decidir qual a melhor forma de abordar o assunto, em palestra ou atividades escolares, de acordo com a faixa etária ou mesmo dentro de outras matérias.

A lei, que vale para todo o país, também cria a Semana Escolar de Combate à Violência contra a Mulher, que deve acontecer todo ano, sempre em março.

Acesse a matéria completa no site de origem

Compartilhar: