13/08/09 – Variante do cromossomo X detém Aids em mulheres

Compartilhar:
image_pdfPDF

Cientistas do Instituto Fritz-Lipmann, da Alemanha, descobriram uma variante genética do cromossomo sexual X que freia o desenvolvimento da Aids nas mulheres. Isso explicaria por que em algumas mulheres infectadas com o HIV a Aids demora muito tempo para se manifestar.

Essa descoberta poderá ser de grande importância para prever o ritmo do avanço da doença em determinadas pacientes e, no longo prazo, para a descoberta de medicamentos que combatam a Aids.

No caso de algumas pessoas infectadas pelo HIV, podem se passar mais de dez anos desde o contágio e até que seja necessário o tratamento médico, enquanto aproximadamente metade dos pacientes precisa de medicação específica, após um máximo de dois anos.

Para as mulheres que possuem este gene, a Aids demora quatro vezes mais tempo a se desenvolver, o que significa oito anos em média. Em torno de 15% das européias possuem este gene, contra 3% das africanas e 50% das asiáticas.

Para ver o conteúdo da matéria acesse a versão em pdf (Terra 13/08/09)

Compartilhar: