Mulheres perderam US$ 800 bi em renda em 2020, mais que soma do PIB de 98 países

Compartilhar:
image_pdfPDF

(CNN Brasil | 29/04/2021 | Jazmin Goodwin)

Nova York (CNN Business) As consequências da pandemia de Covid-19 foram desastrosas para as mulheres. Em todo o mundo, milhões delas foram afetadas de forma desproporcional pela perda de empregos, e muitas outras tiveram de lidar com o impacto das suspensões de creches e escolas.

Globalmente, as mulheres perderam pelo menos US$ 800 bilhões (cerca de R$ 4,3 trilhões) em renda no ano passado, de acordo com um novo relatório da Oxfam International. Isso é mais do que o Produto Interno Bruto (PIB) combinado de 98 países, o valor de mercado de US$ 700 bilhões (cerca de R$ 3,8 bilhões) que a Amazon superou no ano passado, ou os cerca de US$ 721,5 bilhões (aproximadamente R$ 3,9 bilhões) que o governo dos EUA gastou em 2020 com o maior orçamento de defesa do mundo, segundo a organização global.

“As consequências econômicas da pandemia de Covid-19 estão tendo um impacto mais forte sobre as mulheres, que estão desproporcionalmente representadas em setores que oferecem baixos salários, poucos benefícios e empregos menos seguros”, disse Gabriela Bucher, diretora executiva da Oxfam International. “Em vez de corrigir o erro, os governos trataram os empregos das mulheres como descartáveis –e isso custou pelo menos US$ 800 bilhões em salários perdidos para pessoas com empregos formais”.

Acesse a matéria completa no site de origem.

Compartilhar: